Armas on Line

Seu Portal sobre Armas, Tiro e Colecionismo na WEB

Página Principal – O Autor

with 1.192 comments

Armas on Line – O seu Portal sobre Armas, Tiro e Colecionismo

O autor de Armas Online, Carlos F P Neto, membro vitalício da NRA (National Rifle Association), é um estudioso de armas de fogo há mais de 50 anos, com ênfase nas peças de emprego militar. Executou trabalhos de consultoria voluntária em alguns museus, como o Museu Paulista (Ipiranga), o Museu Prudente de Moraes (Piracicaba) e o Museu da Convenção de Itú, dentre outros. É também co-fundador e mantenedor do site Atiradores e Colecionadores.  Neste trabalho, ele aborda o assunto Armas de Fogo no que se refere principalmente à sua história, colecionismo, preservação das peças, recuperação, tiro esportivo e avaliações técnicas. Os artigos mostram boa quantidade de informação, fotos e diagramas, mantendo o assunto acessível até para os não iniciados na matéria.

Este trabalho não incentiva o uso e manuseio inadequado e ilegal de armas e munições bem como não promove a comercialização de materiais relativos ao assunto. As informações ou instruções contidas nos artigos só devem ser levadas em conta por pessoas habilitadas e o autor não se responsabiliza por danos causados pela má interpretação destas informações. Lembramos que armas de fogo, munições e equipamentos de recarga são produtos controlados, sejam da alçada da Polícia Federal como do Exército, e que todos tem o dever de se manter rigorosamente dentro do que estabelece a lei.

Os artigos sofrem revisões periódicas e neste caso, estarão devidamente assinalados junto ao título dos artigos. Todo o conteúdo do site, textos e material fotográfico, não poderá ser utilizado em outro meio de divulgação, seja ele revistas, sites, blogs, jornais, etc., sem a devida autorização do autor, pois é protegido por direitos autorais. Os infratores serão punidos na forma da lei.

REGRAS IMPORTANTES DESSE SITE E COMENTÁRIOS:  ARMAS ONLINE não comercializa e não intermedia negociações de armas, peças e acessórios. Se necessitar de peças ou de assistência técnica, entre em contato com o seu fornecedor ou fabricante. O espaço de comentários se destina à enviar elogios, críticas, correções, sugestões ou dúvidas sobre o assunto. Todos os comentários são avaliados; o uso desse canal para anúncios de compra e venda e troca de informações entre leitores, não será permitido. Não respondemos perguntas sobre procedimentos ilegais, como adaptações e transformações mecânicas em armas de fogo que permitam utilizar outros cartuchos, alterar seu funcionamento, aceitar dispositivos silenciadores, etc. Comentários que não se encaixam nessas regras são eliminados. 

AVALIAÇÕES E IDENTIFICAÇÕES: Os leitores interessados em fazer avaliações ou identificações de armas de coleção, antigas e de uso pessoal, devem antes de mais nada tomar conhecimento, em nosso menu, da Política de Avaliações e Identificações e concordar com suas regras. 

Obrigado por sua visita e aguardamos comentários, críticas e sugestões.

E-mail: armasonline@gmail.com

São Paulo, Maio de 2009

Written by Carlos F P Neto

03/08/2009 at 11:51

1.192 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Caro Sr. Carlos;
    Gostaria de conhecer a história da espingarda mineira, S. Sampaio Leite & Cia.
    Tenho uma do meu avô paterno que morava no Rio de janeiro. Está cravada na espingarda
    o endereço: Rua Visconde de Innhaunna, 11, no Rio de Janeiro. Se for possível uma avaliação
    da mesma seria importante para mim.

    Grato

    Paulo Roberto Holliday

    16/09/2014 at 19:48

    • Paulo Roberto, por favor, leia antes a nossa Política de Avaliações e Identificações, no menu do site. Obrigado.

      Carlos F P Neto

      17/09/2014 at 9:43

  2. Olá Carlos, possuo um revólver Colt 44, 5 tiros e gostaria de te enviar fotos para que você possa me ajudar a identificar que modelo ele é e quando foi fabricado.

    Pode me enviar seu email para enviar as fotos.

    André Luiz Santiago Nery

    15/09/2014 at 16:31

  3. Mestre, qual a sua impressão sobre as pistolas Grand Power? Vale a pena comprar, considerando a assistência técnica oferecida (uma única autorizada, pelo que vi) e a curta garantia de um ano?

    Matias

    15/09/2014 at 12:37

    • Matias, pois é, a assistência técnica fica em Novo Hamburgo, e ao que parece, ainda é a única. O que ouvi delas até agora não deixa dúvidas: é bem construída e acabada, materiais de primeira qualidade. Afinal, a Eslováquia, ainda como Checoslováquia, sempre foi um país tradicionalíssimo na produção de armas de padrão muito alto, onde impera ainda hoje a CZ, de reputação inquestionável. Infelizmente até o momento não pudemos ter a chance de examinarmos em mãos e atirar com alguns dos modelos. Não estou também atualizado em termos de valores, comparando-se com a concorrência aqui no Brasil, como Taurus, Bersa, CZ, Glock e Imbel.

      Carlos F P Neto

      15/09/2014 at 12:52

  4. Boa Sr. Carlos, gostaria de saber se é possível fazer oxidação a frio de forma eficiente e de qualidade com estes kits à venda no mercado . Obrigado , Gilson Ferreira

    Gilson Lorenzen Ferreira

    11/09/2014 at 21:23

    • Gilson, depende de quais kits está se referindo. Eu só conheço os kits produzidos nos USA, como o Perma Blue e Gun Blue da Birchwood e o Formula 44-40. Já fiz testes e são muito bons, principalmente em retoques. Porém, não fornecem a mesma coloração que se obtinha com as fórmulas a frio utilizadas pela Alemanha, por exemplo, antes da II Guerra.

      Carlos F P Neto

      11/09/2014 at 21:56

      • Muito obrigado professor !

        Gilson Lorenzen Ferreira

        11/09/2014 at 22:56

      • Prezado Sr. Carlos. O Senhor mencionou a fómula a frio utilizada pela Alemanha, antes da II Guerra… Onde podemos obter esta fórmula?

        Carlos Alberto

        15/09/2014 at 12:08

      • Carlos Alberto, aqui mesmo no nosso site, no artigo referente à restauração de armas. Um abraço.

        Carlos F P Neto

        15/09/2014 at 12:30

  5. Sr. Carlos, bom dia. Sou militar do Exército, atirador e instrutor de tiro e estou desenvolvendo um trabalho de conclusão de curso em História Militar versando sobre o armamento utilizado pela Infantaria da Força Expedicionária Brasileira na Itália, na Segunda Guerra Mundial. Trata-se do armamento americano, como os fuzis Springfield e Garand, as submetralhadoras Thompson e M3, a pistola Colt 1911A1, a carabina M1 e as metralhadoras Browning .30 e .50. Percebi que o senhor apresenta excelentes artigos sobre alguns desses armamentos, em seu site, e gostaria de solicitar-lhe permissão para cita-lo em meu trabalho, com a devida referência bibliográfica, conforme se impõe a qualquer trabalho acadêmico. Caso seja possível, agradeço-lhe imensamente, desde já.
    Ainda, tenho encontrado alguma dificuldade em encontrar informações técnicas confiáveis sobre as granadas de mão e de fuzil utilizadas pela FEB naquele período, bem como sobre o lança-rojão empregado (a popular “bazuca”). O senhor poderia indicar-me alguma fonte de consulta que atenda à minha necessidade?
    Mais uma vez, agradeço-lhe pela atenção e aproveito para parabeniza-lo pelo seu trabalho e pela excelência das informações disponibilizadas. Permita-me um grande abraço.

    Antônio Carlos L Ripe

    11/09/2014 at 10:17

    • Prezado Antonio Carlos, o prazer é enorme tê-lo entre os leitores e claro, o material está a sua disposição para uso. Quanto aos demais equipamentos, pode-me me enviar um e-mail (armasonline@gmail.com) e terei prazer em ajudá-lo com informações e demais detalhes que necessitar.

      Carlos F P Neto

      11/09/2014 at 15:50

      • Sr. Carlos, muitíssimo obrigado. Manterei contato. Um grande abraço.

        Antônio

        11/09/2014 at 16:06

  6. Mestre Carlos, mais uma pergunta (lembre-se que estou começando ainda neste maravilhoso assunto): ainda não tive notícia de pistolas .22 com carregadores bifilares… é possível que haja isso para munição de fogo circular? Se existe, pode me citar algumas marcas e modelos?

    Roma

    09/09/2014 at 12:27

    • Roma, realmente são raras as armas em .22LR que usam carregadores bifilares. O problema, claro, é o aro do cartucho que atrapalha bastante o funcionamento. Já vi kits de conversão para Colt 1911 que usam, tal como o Ciener. A Kel-Tec também tem a sua pistola PLR-22 com magazine bifilar de 26 cartuchos. A bem da verdade, aro atrapalha, mas muita gente deu um jeito. As pistolas S&W Mod. 52 em calibre .38SPL (Canto-Vivo) e até mesmo o fuzil britânico SMLE em calibre .303 são exemplos conhecidos.

      Carlos F P Neto

      09/09/2014 at 14:36

  7. Amigo Carlos, o ADC das pistolas IMBEL é o que se chama de sistema de “decocking” ou se trata de mecanismos diferentes? Qual é a confiabilidade disso? Meus colegas de clube relatam que pode acontecer de o cão “vencer” a armadilha que serve para retê-lo, e com isso haver um disparo acidental. O que sua vasta experiência pode nos ensinar sobre isso? Obrigado desde já!

    Roma

    09/09/2014 at 9:46

    • Roma, o ADC da Imbel, pelo menos o utilizado na MD1, por exemplo, não é um decocker tal qual se encontra em diversas outras pistolas. O ADC é um kit, que pode até ser retirado da arma, e é útil somente para quem porta a arma; no tiro esportivo eu acho uma inutilidade e até perigoso. No ADC, através de uma tecla lateral, você pode portar a arma com cartucho na câmara com o cão baixado. Entretanto, nesse sistema, a mola impulsionadora do cão fica retida na posição comprimida e o cão fica com seu movimento desimpedido para ser desarmado. Como o percussor é inercial, as chances de disparar a arma, mesmo em queda, são remotas. Ao necessitar usar a arma numa emergência, acione a tecla com o polegar e o cão é engatilhado automaticamente, mas sem precisar vencer o esforço da compressão da mola. Os decockers mais comuns não funcionam assim; o cão é sempre solidário à mola. Uma trava adicional bloqueia o movimento do percusor e logo na sequencia desarma o cão, exatamente como num disparo normal, que bate sobre o percussor travado. Esse sistema existe desde a época das Walther PP e P38. Claro, nunca pode se confiar 100% em QUALQUER mecanismo, de modo que ao usar, vire o cano para lugar seguro!

      Carlos F P Neto

      09/09/2014 at 11:34

  8. Sr. Carlos,gostaria de informação sobre a marca Umbe de eibar Espanha ,mais específico sobre espingardas de canos paralelos ,se é uma marca confiável e de boa reputação . Obrigado . Gilson Ferreira

    Gilson Lorenzen Ferreira

    08/09/2014 at 20:53

    • Gilson, infelizmente há poucas informações sobre as armas da região de Eibar, de modo geral, exceto quando algumas delas se destacaram de alguma forma no cenário internacional, como o caso das cópias de pistolas Mauser, das carabinas Winchester e revólveres Smith & Wesson. As espingardas tornaram-se muito comuns no começo do século XX e tal qual as belgas, foram produzidas em dezenas de oficinas ou pequenas fábricas. A UMBE era produzida por Julian Amuategui.

      Carlos F P Neto

      09/09/2014 at 11:17

  9. O que posso saber do revolver .32, marca CONDE? Tem algumas inscrições no cano da arma e também a escrita TRADE MARK USA.

    • Julio, trata-se de mais uma das várias copias de revólveres Smith & Wesson feitas na região do País Basco, Eibar, na Espanha, durante as primeiras décadas do século XX, fazendo-se passar por um revólver americano. Muito similar aos “irmãos” Tanque, B.H e O.H, os mais conhecidos por aqui. Abraços.

      Carlos F P Neto

      07/09/2014 at 22:20

  10. Bom dia, tive a informação através do clube que foi suspenso o registro para novos CR pelo prazo de 180 dias, gostaria de saber por qual motivo e se realmente será necessário esperar todo esse tempo para adquirir o meu CR.

    Qualquer informação que puder me fornecer eu agradeço.

    marcio

    03/09/2014 at 9:35

    • Márcio, a informação está correta. Realmente a concessão de Cr está suspensa por 180 dias a contar da data da publicação da portaria. Entretanto, renovação, revalidação e demais serviços não estão suspensos. O DLOG informa que isso é necessário para a adequação dos novos sistemas de acesso que entraram em funcionamento, e para “demais mudanças” que poderão ocorrer em virtude disso. Um abraço.

      Carlos F P Neto

      03/09/2014 at 19:33

      • Ok, é que fiquei sabendo por uma fonte não confiável que após esse prazo poderia ser que não fosse mais possível adquirir novos CR para novos atiradores. Fiquei sabendo através de um despachante, mas não achei confiável, essa possibilidade é real ou somente boatos.
        Obrigado.

        marcio

        03/09/2014 at 22:49

      • Marcio, eu acredito que não, e faço votos para que isso seja somente passageiro. Infelizmente todos sabemos de como, cada vez mais, inventam restrições e normas novas a fim de limitar o nosso esporte.

        Carlos F P Neto

        04/09/2014 at 10:55

      • Carlos, li sua resposta sobre os novos CRs e também tive a mesma informação de uma fonte que julgo confiável. Acho que, principalmente em São Paulo, vemos ambos os órgãos, Exército e PF, criando toda sorte de empecilho para obtenção de armas. E o pior é que parecem querer punir aqueles que buscam a legalidade, tanto, que estamos recorrendo aos órgãos responsáveis pelas autorizações. Minha mulher é advogada, não entende muito da matéria, mas vou ajudá-la com um Mandado de Segurança em favor de um amigo que não consegue, há seis meses, autorização de compra na PF. Conforme for o resultado, eu disponibizo o modelo para quem quiser. Abraços.

        Fábio Augusto Branda

        04/09/2014 at 12:12

      • Fábio, muito boa sua colaboração e concordo plenamente que cada dia que passa as coisas parecem piorar. Acho que todos devem, sem dúvida, entrar na Justiça e fazer valer seus direitos.

        Carlos F P Neto

        04/09/2014 at 15:12

      • Carlos, bom dia, vc sabe me dizer se teria alguma restrição mecânica, ao realizar invés de oxidação fria ou quente, eu fazer uma pintura eletrostática, em espingarda ou pistola, nas partes em aço ou aluminio, me refiro ao desgaste e atrito com as peças.
        Acho, que o acabamento ficaria melhor, e a pintura eletrostática tem uma dureza boa, acho eu disse!
        No meu caso seria preto fosco!
        E vi que vc esteve aqui pelo sul,,,saboreasse então um chimarrão e umas cervejas aqui do sul?
        Abraços
        Norberto

        Norberto

        04/09/2014 at 9:06

      • Norberto, não sou especialista em metalurgia mas já vi armas originalmente oxidadas e que foram pintadas eletrostaticamente ou teneferizadas. Há oficinas em SP que executam esse serviço. A pintura eletrostática por si só não danifica o material, porém, não se pode menosprezar o problema da espessura da camada de tinta, que poderá causar alguns problemas de ajustes. Claro que em diversos pontos de tolerância alta não deverá haver camada de tinta, principalmente nas corrediças emtre ferrolho e armação. A pistola Imbel M973, por exemplo, possui peças fosfatizadas e é pintada externamente.

        Carlos F P Neto

        04/09/2014 at 11:12

  11. Caro Carlos, bom dia, gostaria da sua opinião a respeito de uma arma que erdei do meu avô, se trata de um rifle wischerter calibre 44. Vejo muitas armas idênticas em filmes de faroeste antigo, mas é a única coisa que sei sobre ela. Sera q voce poderia me ajudar? Se quiser eu posso te mandar algumas fotos.
    Agradeço desde já a atenção

    Thiago Falcao Pedrosa Silva

    01/09/2014 at 9:25

    • Thiago, pode enviar as fotos mas leia antes a nossa Política de Identificações e Avaliações. Abraços.

      Carlos F P Neto

      01/09/2014 at 9:34

  12. Carlos, boa noite!
    Existe um padrão já mapeado para a curva balística dos calibres, ou tenho de fazer vários disparos para descobrir as distancias e comportamento do projetil? Meu caso, 44-40.
    Obrigado.

    Cristiano Januário

    Cristiano Januário

    30/08/2014 at 2:32

    • Cristiano, não que eu saiba, mesmo porque as diferenças são bem notadas, tanto entre as munições originais e, bem mais, nas recarregadas. O que fazemos mesmo é lançar mão de cronógrafo e testar, testar, testar.. Abraços.

      Carlos F P Neto

      30/08/2014 at 18:18

  13. Carlos, você tem para indicar alguma matéria sobre a rara pistola Korth P105? Parece ser coisa fora de série mesmo!

    Roma

    19/08/2014 at 16:36

    • Roma, realmente eu nunca soube de uma pistola Korth aqui na Terra Brasilis…além dessa arma eles produzem (na Alemanha) revólveres em vários calibres, que são considerados por experts os mais resistentes e bem construídos na atualidade, rivalizando com os famosos Colt Python a fama de confiabilidade e um acabamento de primeira. Fabricam também a linha de pistolas PRS em cal. 45ACP, baseadas no projeto 1911, seguindo a “onda” do momento. Até onde eu saiba não há representantes deles aqui.

      Carlos F P Neto

      19/08/2014 at 17:36

  14. MEU CARO AMIGO CARLOS NETO SERIA INTERESSANTE SE VOCE FIZESSE UMA MATERIA A RESPEITO DA FABRICA DA CZ E SUAS PISTOLAS CZ 45 ,27,50 E OUTRAS MAIS,UMA FABRICA QUE ATE HOJE SE FABRICA EXCELENTES ARMAS,UMA CURIOSIDADE QUE EU VI EM UM VIDEO NA INTERNET DA PISTOLA CZ 45 ELA SO FUNCIONA EM DUPLA AÇÃO,O CÃO NÃO FICA ARMADO APOS UM TIRO,BEM INTERESSANTE.ABRAÇOS E OBRIGADO

    GILTER DONIZETE

    19/08/2014 at 13:14

    • Gilter, prometo que pensaremos a respeito; sem dúvida, a CZ é uma empresa tradicional e de alta reputação quanto à qualidade dos produtos, e merece um artigo. Grande abraço.

      Carlos F P Neto

      19/08/2014 at 16:25

  15. Carlos, dias atrás vi uma pistola-metralhadora semelhante à Skorpion, mas feita por um armeiro carioca, já falecido, cujo nome é pronunciado “dalmal” (não sei como é a grafia correta). A arma que vi não era uma cópia integral, pois o armeiro fez algumas modificações como janelas para refrigeração do cano e outras. Já ouviu falar desse armeiro? Fiquei curioso para saber mais a respeito do trabalho dele…

    Roma

    14/08/2014 at 13:51

    • Roma, realmente deve ser uma das pistolas desenvolvidas pelo bem conhecido armeiro Jener Damao Arroyo. Damao, já falecido na década de 80, era proveniente do País Basco, se refugiou no Rio durante a Guerra Civil Espanhola. Criou muita fama no Rio, virou uma lenda entre os colecionadores; era exímio restaurador e vários colecionadores confiavam suas raras peças à ele, para reparos. Há uma referência sobre ele no nosso artigo sobre a pistola Mauser C96, porque foi dele o desenvolvimento da pistola PASAM, baseada na Mauser 712. Tenho conhecimento de uma dessas peças similares à Skorpion de posse de coleção particular. Um abraço.

      Carlos F P Neto

      15/08/2014 at 16:51

      • Você é uma verdadeira enciclopédia. Obrigado!

        Roma

        15/08/2014 at 16:54

      • Eu que agradeço.

        Carlos F P Neto

        15/08/2014 at 17:27

      • nossa,,com este elogio do Roma, o Carlos ficou inchado e vai ter um fim de semana daqueles,,,heheheh
        abraços geladerrimos,,aqui do Sul Carlos…

        Norberto

        15/08/2014 at 21:48

      • Norberto, é sempre muito bom isso, faz bem à gente…Muita geada para vocês, aí.

        Carlos F P Neto

        15/08/2014 at 23:38

  16. Senhor Carlos, venho mais uma vez buscar esclarecimentos. Trabalho numa Autarquia Federal, o CR pra compra de equipamentos não letais e armas de uso permitido está em dia, se a minha organização passar a utilizar o revolver da Taurus RT410 com munição de(elastômero) borracha, contraria o Estatuto do Desarmamento. A segurança da Autarquia é feita por servidores públicos federais, enquadrada na categoria orgão público, não sendo controlado pela Polícia federal e sim pelo Exercito. Mas não existe porte para esta arma que já está em circulação no mercado.

    Renan Canuto

    RENAN CANUTO _

    12/08/2014 at 22:27

    • Prezado Renan, infelizmente não entendi bem qual é a sua dúvida. Pode reformular a pergunta, por favor? Um abraço.

      Carlos F P Neto

      13/08/2014 at 14:54

  17. Caro Carlos

    Saudações Cordiais.

    Trabalho como armeiro em empresa de segurança e sempre tenho dificuldades com compra de peças por conta da Taurus não ter nada referente a modelo de seus armamentos e tenho peças com mais de 40 anos de fabricação que dificultam sua identificação.

    Existem algum manual e se existe onde posso consegui-lo para facilitar um pouco minha vida.

    Desde já agradeço a atenção.

    Elivaldo

    06/08/2014 at 12:03

    • Elivaldo, se é catálogo de peças com vistas explodidas que você quer, procure a publicação “Taurus, Uma Garantia de Segurança”, do autor Domingos Tochetto e João Alberto Weingaertner. Creio que te atenderá a contento. Uma abraço.

      Carlos F P Neto

      06/08/2014 at 12:25

  18. Olá Carlos, sou atirador com CR na 6° RM. Surgiu um comentário que o calibre 357 deixou de ser restrito e passou a ser permitido. E verdade ou boato?

    André Luiz Santiago Nery

    06/08/2014 at 3:28

    • André, não tenha dúvidas de que é boato. Estamos em uma época em que a ordem é dificultar, e não facilitar, a vida do atirador esportista.

      Carlos F P Neto

      06/08/2014 at 11:20

  19. gostaria de informações referentes ao revolver calibre 38 niquelado HB de fabricação espanhola, pois não acho nada de publicações referente a este modelo.

    Rafael Hepp

    04/08/2014 at 18:21

    • Rafael, realmente não é fácil de se encontrar referências sobre as cópias espanholas de S&W, que foram produzidas naquele país nas primeiras décadas do século XX na região do País Basco. O seu é um BH (não HB), produzido pela Bestegui y Hermanos, de Vitoria Gasteiz. Eram fabricantes de bicicletas desde 1909 e passaram a produzir armas antes e durante a Guerra Civil Espanhola, inclusive a famosa cópia da pistola Mauser C96, cuja história temos aqui no site. Vieram para o Brasil nas décadas de 20 a 30, juntamente com vários outros concorrentes. Grande abraço.

      Carlos F P Neto

      05/08/2014 at 16:48

      • Carlos,
        Muito obrigado pela resposta, vc acha que esta arma tem algum valor histórico ?

        Rafael Hepp

        06/08/2014 at 10:07

      • Rafael, infelizmente não. Aqui no Brasil esses revólveres espanhóis não são peças de interesse por colecionadores. Um abraço.

        Carlos F P Neto

        06/08/2014 at 11:19

  20. Olá Carlos, acompanho seu site a algum tempo, mesmo que não participando muito nos comentários, estou sempre lendo eles para adquirir mais conhecimento juntamente com seus ótimos artigos. Gostaria de saber se seria possível o senhor me passar algumas referencias bibliográficas para leitura sobre armas? A maioria dos títulos que eu conheço são em inglês, e não domino este idioma. Ficaria muito grato por isso, e mais grato ainda por dicas de obras em português.

    Obrigado.

    Ottavio Brunno

    31/07/2014 at 1:55

    • Ottavio, infelizmente aqui no Brasil é muito escassa a oferta de material impresso sobre o assunto, com exceção de um par de revistas que nem sempre abrangem um determinado assunto em profundidade. Livros são muito raros, em lingua portuguesa. Durante quase 50 anos em que me dedico ao assunto, nunca tive em mãos nenhuma obra relevante em nossa língua. Uma grande pena, infelizmente.

      Carlos F P Neto

      01/08/2014 at 12:12

  21. Boa tarde Sr.Carlos F P Neto,td bem? Adquiri uma mauser cal 28,mas esta com alguns desgaste na câmara e esta faltando o extrator.Gostaria de saber se ´difícil de conseguir o extrator ou o conjunto completo de ferrolho e qual seria o valor dessas peças.Obrigado desde já.

    Gil

    18/07/2014 at 19:14

  22. Prezado Sr. Carlos,

    Uma Pistola Luger do “contrato brasileiro” é considerada uma arma obsoleta? E sendo obsoleta, é obrigatório o seu registro?

    Antecipadamente, muito obrigado!

    Carlos Alberto

    16/07/2014 at 13:23

    • Carlos Alberto, o DFPC não considera as pistolas Parabellum (Luger), nem em calibre 7,65mm bem como em 9mm como obsoletas. Baseiam-se no fato de que os cartuchos ainda estão em produção atual, apesar de que os 7,65mm P só são, ainda, produzidos na Europa. Recentes tentativas que tomei conhecimento de cadastrar pistolas Luger como obsoletas foram recusadas, nas 1ª e 2ª RM.

      Carlos F P Neto

      16/07/2014 at 15:03

      • aproveitando o Gancho Carlos,,,e a c96 7,63 mauser,,,é absoleta??

        Norberto Zimmermann

        16/07/2014 at 21:09

      • Norberto, mesmo caso das Lugers, não vão aceitar; conheço casos recentes que não deram certo, infelizmente.

        Carlos F P Neto

        16/07/2014 at 21:21

  23. Boa noite, tenho cr e sou cadastrado como atirador e gostaria de saber qual a idade minima para requerer a compra de uma arma de fogo.
    Obrigado.

    marcio

    15/07/2014 at 1:17

  24. Meu Deus Carlos!! estamos caminhando rumo a um desfiladeiro MUITO profundo! com nossas leis. ignorantes!!!! e absurdamente Burras!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!. como vamos fazer Carlos Para mudar essa infâmia que estão fazendo com nosso País???por favor me ajude a entender isso PELO AMOR de Deus!!!
    como vamos fazer para mudar isso?
    Como?
    Estamos perdidos, os bandidos vão tomar conta de nosso País e ja estão fazendo, Meu Deus!!.
    Com toda sua experiência Carlos você poderia me dizer, E para todos também onde foi que o brasileiro errou com tudo isso?!!!!!!

    Gustavo

    14/07/2014 at 17:28

  25. Se fosse o caso então, eu teria que levar os documentos pessoalmente em São Paulo capital mesmo morando aqui em Campinas, não teria outra opção no caso?!! sorte então que a internet nos salvou!!!!
    A 2º região atende todo estado de São Paulo??

    Gustavo

    13/07/2014 at 22:43

    • Gustavo, felizmente não. Em Campinas há uma seção do SFPC/2, na sede do comando da 11ª Brigada, na Fazenda Chapadão, que você pode, inclusive, visitar e tirar suas dúvidas. Será muito bem atendido pelo pessoal de lá, muito cordiais e atenciosos. O atendimento lá é feito nas 2as, 3as e quintas feiras, de manhã e à tarde.

      Carlos F P Neto

      14/07/2014 at 13:20

      • Carlos estive vendo no site da policia federal à respeito de como proceder para aquisição de arma de fogo de uso permitido e mais uma vez veio dúvidas!!
        eles pedem o preenchimento do requerimento de aquisição, mais os dados da arma eu não possuo, como nota fiscal, numero da arma, sentido de raias, e muito……muito…..mais!!!!!!, mas se estou pedindo para comprar uma arma, eu não possuo estes dados todos que pedem, pedem o registro e tal…..como é que deve ser feito realmente para poder comprar uma arma, mesmo tendo em mãos todos os laudos dos exames!, …certidões e mais… como proceder também sobre o registro da arma, ??
        Tem que comprar a arma antes, registrar, pedir autorização, pagar o valor da arma para o revendedor??,
        Ah e posso comprar direto do fabricante?
        como proceder para fazer tudo isso passo a passo,
        de novo muito obrigado por elucidar todas as minhas dúvidas!!!
        É muita burocracia e falta de informações fáceis e precisas, Passo a passo!…..em relação a compra de armas por parte de governo!
        to ficando de saco cheio disso! eles estão conseguindo me cansar!
        vai muito dinheiro e tempo disponível pra poder ser regularizado nos orgãos federais

        Gustavo

        14/07/2014 at 15:51

      • Gustavo, no caso da PF (SINARM) você vai primeiro em uma loja, encomenda ou compra a peça. Com a NF e todas as características em mãos, mais todo o resto que eles pedem (os mesmos dois laudos que são necessários para o SIGMA) você entra com o pedido de registro. Torcendo para não ser negado, pegue o registro e vá buscar a arma na loja, com uma autorização de tráfego que a PF emite para um dia! Entretanto, após tudo isso, você terá em mãos uma mera peça mecânica inútil; nunca poderá testá-la ou levá-la para atirar em algum lugar. É isso que lhe oferece o estatuto do desarmamento. Os fabricantes só vendem armas diretamente para os possuidores de CR. Abraços.

        Carlos F P Neto

        14/07/2014 at 16:43

      • entendi a respeito de uma pessoa sem o CR, mais se a pessoa ja possuir o Cr, ela terá que enfrentar toda essa burocracia sem qualquer vetigio de inteligência das nossas leis impostas pelo nosso governo tão inteligente!?, Deverá proceder da mesma forma? e se por capricho, e a autorização de registro for negada!, deverei considerar o dinheiro investido de aproximadamente R$4000 em uma pistola, ou R$3,500 a um revóver! como simples cortesia de doação ao revendedor, ou me reembolsarão? o valor que paguei?

        Gustavo

        14/07/2014 at 17:22

      • Tudo depende de onde você compra e o que foi combinado. Realmente é complicado, tudo feito para evitar ao máximo do cidadão adquirir uma arma. Quem já tem CR é mais simples; compra direto da fábrica ou em loja, com a certeza de que dará certo desde que sua situação esteja regular (CR ativo).

        Carlos F P Neto

        14/07/2014 at 19:39

  26. tendo em mãos os documentos exigidos para atirador, colecionador, recarga de munição, airsoft, e mais…, consigo pedir o CR para tudo isso via internet?? .tudo isso na primeira vez pagando somente a primeira taxa de R$100,00.?

    Gustavo

    13/07/2014 at 21:55

  27. Prezado Sr. Carlos,

    Parabéns pelo seu excelente portal! Desejo obter o CR (4ª RM), mas todas as “informações” que obtenho são desanimadoras e no sentido de que o Exército impõe várias e várias exigências quanto à segurança para a guarda das armas… Diante deste panorama e considerando que moro no interior e em uma casa situada em um bairro residencial aberto (que não é “condomínio fechado”), pergunto o seguinte: a) Devo instalar “cerca elétrica” nos muros da minha casa? b) As armas necessariamente devem ficar guardadas no interior da casa? c) Elas podem ser guardadas em um cômodo no interior do quintal da casa? d) E sendo este cômodo equipado com grades e alarme, ainda deverei instalar um cofre para a guarda das armas? Todavia, pode ser instalado um armário de aço no interior deste cômodo com grades e alarme?

    Tenho conversado com alguns despachantes e eles têm se mostrado vacilantes acerca de como devo proceder para não ter problemas com a VISTORIA a ser realizada pelo Exército (se é que ela realmente existe)…

    Afinal de contas, existe alguma “cartilha” ou “roteiro” a ser seguido para que (nos aspectos acima) eu possa edificar o meu espaço físico corretamente e não ter problemas para a obtenção do CR?

    Antecipadamente, muito obrigado!

    Carlos Alberto.

    Carlos Alberto

    13/07/2014 at 20:47

    • Carlos Alberto, infelizmente não há cartilha. Cada RM costuma ter suas exigências e suas “preferências”. Mas tudo que disse é interessante fazer; coloque cercas elétricas na casa; um cofre também é “apreciado” pelo pessoal do SFPC. Aqui na 2ª RM as vistorias são feitas em todos os casos de concessçao de CR e depois esporadicamente. Eu e alguns colegas já chegamos a ficar mais de 4 anos sem vistoria.

      Carlos F P Neto

      13/07/2014 at 22:23

  28. Outra pergunta Carlos, a Respeito do CR se por ventura, eu anexar um documento errado, ou eles não aprovarem por falta de documentação e tal……, eu poderei reenviar os documentos posteriormente, sem custo algum? como que fica em casos semelhantes a este??

    Gustavo

    12/07/2014 at 23:49

    • Gustavo, qualquer problema com seus documentos, seja por ilegibilidade ou na falta de alguma informação, seu processo é indeferido e na consulta ao sistema, de forma meio lacônica, você consegue saber o porque disso. Em sendo indeferido, e se for concessão de CR (CR novo) você tem que recolher novamente a taxa de R$ 100,00 e começar do zero. Existem casos de processos de concessão de CR, bem como de renovação, que estão levando mais de 6 meses para sairem, isso na 2ª RM.

      Carlos F P Neto

      13/07/2014 at 17:43

  29. Olá Carlos boa noite estou com mais algumas dúvidas, já pesquisei sobre o assunto, mas quanto você mais procura mais fica sem certeza pois são várias informações precisas e imprecisas, então achei melhor perguntar pra uma pessoa de conhecimento e muita experiência, e resolvi fazer novas perguntas,…
    Gostaria de saber, se toda documentação para aquisição do CR, devem ser todas, autenticadas e reconhecidas as respectivas firmas!, ou se somente as certidões impressas na internet, e a da Certidão de distribuição criminal conseguida no fórum servem se forem somente escaneadas, e convertidas em pdf, e anexadas no pedido??, também gostaria de saber se por residir em casa alugada, posso pedir normalmente o CR, respeitando o comprovante de endereço, que no meu caso vai ser a cópia do contrato de locação, gostaria de saber também se devo reconhecer firma desse documento e escanear…..salvar em pdf….e enviar, ou não precisa reconhecer firma?????
    Outra pergunta, posso anexar 2 ou mais páginas para um mesmo documento salvas em pdf, respeitando os 500 Kbps do sistema para cada documento?..

    De novo muito obrigado pela atenção, e se puder me ajudar por favor me ajude.

    Gustavo

    12/07/2014 at 21:56

    • Gustavo, nenhum documento enviado ao sistema, no formato PDF, necessita de autenticação com exceção do comprovante de residência. Neste caso, só serão aceitas contas de consumo (água, luz, telefone fixo e móvel e TV por assinatura), em seu nome. Não importa se o imóvel não é próprio. Firmas reconhecidas são exigidas no laudo de capacitação técnica e na carta emitida pelo presidente do clube de tiro. Atente para a legibilidade das cópias em PDF (máximo de 500Kb cada) pois a ilegibilidade vai parar o processo. Não é possível enviar dois arquivos ao mesmo tempo em um só upload, a não ser que você crie um arquivo PDF com duas páginas, o que só se consegue com a versão para do Adobe Reader.

      Carlos F P Neto

      13/07/2014 at 17:37

      • Olá Carlos.
        Deixa eu ver se entendi!!
        Anexarei as cópias sem autenticação das certidões negativas, as 3 que pedem.
        As cópias do RG E CPF, sem autenticação.
        A cópia do comprovante de residência tem que ser autenticada, escaneada pós autenticação, convertida em PDF e anexada para uplod.
        Os laudos de aptidão psicológica, treinamento de tiro feito pelo presidente do clube, deverão ser autenticados e escaneados convertidos em PDF, e anexados para upload!!?

        ou seja pego os documentos que precisam de autenticação, os autentico!, tiro uma cópia, converto em PDF e envio??, mesmo na aquisição do primeiro CR?
        Todos os documentos que pedem podem ser enviados via internet, no primeiro pedido?
        seria isso Carlos?

        Gustavo

        13/07/2014 at 21:21

      • Gustavo, isso mesmo, está tudo correto quanto à documentação e tudo é feito pela Internet; não se aceita mais nada relativo à CR, no balcão lá da 2ª RM (Ibirapuera).

        Carlos F P Neto

        13/07/2014 at 22:18

      • Eles informam a data de vistoria em minha residência?ou sera de ‘surpresa’?

        Gustavo

        13/07/2014 at 22:35

      • Gustavo, não; as vistorias são sempre agendadas com antecedência. Não há surpresa alguma.

        Carlos F P Neto

        14/07/2014 at 13:21

  30. À respeito das modalidades de atirador estou me referindo a de Tiro esportivo e tiro prático.

    Gustavo

    10/07/2014 at 17:51

  31. Olá Carlos gostaria de fazer uma pergunta, estou recolhendo toda documentação necessária para dar entrada no CR, e vi em alguns vídeos como proceder para o cadastro e tal.
    Gostaria de primeiro conseguir o CR antes de poder adquirir uma arma, só que não entendi direito sobre as certidões exigidas!,
    A certidão de distribuição de ações criminais (MILITAR). é conseguida facilmente pela internet.
    A de certidão de distribuição de ações (FEDERAL), Qual seria a correta que está abaixo?

    1º (Cível e criminal 4ª Região)ou

    2º (distribuição para fins gerais processos originários civeis e criminais) ou

    3º(Poder judiciário Justiça federal de primeiro grau em são paulo, Certidão de distribuição Acôes e execuções cíveis, fiscais, criminais e dos juizados especiais federais criminais adjuntos)

    Minha pergunta é qual das três acima pode ser usada como certidão FEDERAL?
    A outra certidão que no caso é a terceira que é exigida é quase a mesma que a federal ,só que tem que ser A ESTADUAL.
    Fui no fórum de Campinas e me deram duas certidões Uma é Certidão de DISTRIBUIÇÕES criminais e outra EXECUÇÃO criminal! essas duas Somente para terceira certidão que o exército pede que é a estadual. por favor me ajude a saber qual seria das 3 que citei para certidão federal, e qual das 2 para certidão estadual, seria as corretas para anexar no pedido do CR….não entendi mais nada!
    Outra pergunta se eu for afiliado a CBTE, isso já serveria como o requisito que eles pedem para incluir no apostilamento do CR as funções de Atirador(2 modalidades), Colecionador, (Airsoft), e recarga de munições…..lembrando que ja vou realizar o curso de treinamento de tiro, e o exame Psicológico.

    Por favo me ajude a esclarecer sobre as certidões, e aos apostilamentos!

    Obrigado
    Gustavo Leandro

    Gustavo

    10/07/2014 at 17:47

    • Gustavo, a Certidão Federal é essa: http://www.jfsp.jus.br/certidoes-emissaoonline/
      A militar é essa: http://www.stm.jus.br/ e escolha no menu Certidão Negativa. A estadual você precisa ir ao fórum e pedir a Certidão de Distribuições Criminais, que é gratuita. Há uma outra, que é paga, mas não é a correta.
      Ser afiliado da CBTE não lhe dá a autorização para conseguir CR de atirador. Precisa ser sócio de clube e apresentar comprovante de sócio emitido pelo presidente do clube (só ele) e com firma reconhecida. A filiação ao CBTE vai ajudar a conseguir Guias de Tráfego para uso nacional, mas não serve para apostilar atividade de tiro. Recarga você só conseguirá se o clube que você é sócio tiver CR com recarga apostilada. Abraços.

      Carlos F P Neto

      10/07/2014 at 19:05

  32. Ola ! gostaria de saber como proceder para incluir duas armas de calibre permitido no meu CR, informando que estas Armas são de outro colecionador e estão sendo doadas para mim. Obrigado!

    Ricardo

    08/07/2014 at 14:48

    • Ricardo, o que você vai fazer é uma transferência de arma entre CAC’s, e estou supondo que seu doador também tenha CR. O cedente deverá preencher um Termo de Doação, onde especifica ali o nome e endereço completo, número do CR e as características da arma, tal qual estão no mapa dele. Declara que está doando a arma para você especificando nome e endereços completos e número do CR. Assina e reconhece firma em cartório por autenticidade (tem que ser ele mesmo). Ele te envia esse Termo mais cópia do mapa (original, emitido peço SFPC) ou na falta dele, cópia do CRAF. Agora é com você. Monte o processo de acordo com as instruções aqui, se for 2ª RM, ou consulte o SFPC na sua cidade: http://www.2rm.eb.mil.br/sfpc/novo/index.php/component/content/article/77-pessoa-fisica/78-transferenciaarmas
      Abraços.

      Carlos F P Neto

      09/07/2014 at 15:41

  33. Olá Carlos em comparação ao poder de parada, qual dos calibres a seguir tem o maior? 357, 380 ou 40?

    ANDRÉ LUIZ SANTIAGO NERY

    07/07/2014 at 1:54

    • André, o 357 Magnum ainda supera os demais calibres que você especificou, não só em termos de stopping-power mas também de energia e velocidade. Grato pelo contato.

      Carlos F P Neto

      07/07/2014 at 15:48

  34. Boa tarde,

    Gostaria de saber,ja li muito a respeito e confesso que estou meio perdido.
    Tenho um revolver taurus spl cal 38 registrado devidamente em meu nome,
    moro em uma Fazenda que sou dono, minha pergunta é posso andar armado nela??
    pelo que eu não entendi
    O quintal de casa eu posso,pois bem O meu quintal é a extensão das minhas terras??
    agradeço muito se puder me ajudar…

    Gustavo Ávila

    06/07/2014 at 14:15

    • Gustavo, estando a arma em seu nome e a propriedade é sua, seja casa, fazenda, etc. o fato de você estar portando uma arma não caracteriza porte, e sim, posse de arma em domicílio. O registro te dá direito à posse, e a posse abrange suas propriedades e seu negócio particular, comércio, escritório, etc.

      Carlos F P Neto

      06/07/2014 at 19:47

  35. Bom dia amigo!
    Possuo uma arma de herança de meu avo,apos entrar para policia militar recebi de minha avó,gostaria de saber se ela pode ser restaurada. E tenho interesse em vender a um colecionador. e o valor da mesma.

    kleber

    04/07/2014 at 8:43

    • Kleber, leia por favor a nosso procedimento sobre avaliações e identificações, no menu do site. Obrigado.

      Carlos F P Neto

      04/07/2014 at 11:34

  36. Carlos, Boa Tarde
    Agradeço pela resposta e atenção a minha pergunta, excelente trabalho vc. Nos presta com suas informações bastante consistentes meus parabéns!

    Gostaria de saber se e difícil eu conseguir o porte legal de arma, não vou porta-la e sim te-lá guardada em minha casa. Nao tenho e nunca tive problemas ou pendências com a lei, mas em que argumento posso me amparar que que a Policia Federal me conceda o porte? E preciso ter o porte de arma para depois comprar a arma ou devo comprá-la, registra-la e na seqüência pedir o porte? E como fica se eu não conseguir o porte depois que comprar a arma?
    Grato pela atenção fico na expectativa de sua resposta.
    Cesar.

    Cesar N Oliveira

    21/06/2014 at 17:53

    • Cesar, você está confundindo porte com posse. Para você ter arma só em casa, já que disse que não vai portá-la, então é posse de arma. Basta adquirir, registrar devidamente no SINARM e pronto. Só que para isso você tem que pedir autorização de compra para a PF. O porte são outros quinhentos. É concedido somente para uma arma específica e já registrada no nome do proprietário. Porém, são tantas e absurdas exigências que as chances de conseguir convencer a PF de que você necessita de porte são mínimas. Até para comprar somente você vai ter que, de certa forma, convencer o porque quer uma arma, além de fazer o teste de aptidão e manuseio e o teste psicológico. Essa é a “oportunidade” que o Estatuto do Desarmamento dá aos cidadãos brasileiros que TEORICAMENTE, e mesmo depois do referendo, podem adquirir uma arma de fogo para seu uso pessoal.

      Carlos F P Neto

      21/06/2014 at 20:26

  37. Ola ganhei recentemente uma beretta m1935. gardone vt made in italy calibre 765 e gostaria de saber como faço para avaliar a peça? foi fabricada em 1956.

    thiago

    18/06/2014 at 23:17

    • Thiago, leia a nossa política de avaliações e identificações, por favor. Grato pelo contato.

      Carlos F P Neto

      19/06/2014 at 19:40

  38. Carlos Gostaria por favor que você, fizesse um resumo, passo a passo novamente, sobre como adquirir o CR ., já li seu artigo que você fala sobre ele, mas no meio do caminho, já me “assustei” e me perdi com tanta burocracia que nosso Governo com tanta “inteligência” impõe, para os brasileiros, alegando não diretamente e sim indiretamente, que cidadão de bem não pode ter qualquer tipo de acesso cultural, tradicional, ou por realmente precisar, no que diz a respeito à armas, e dizendo que o cidadão não pode ter uma arma, porque o bandido, vai rouba-la e assaltar a padaria do vizinho, só que no meio do caminho até a padaria, o bandido alem de ser bandido, também é mágico, e consegue transformar um “garrucha” ou uma cartucheira, como diz meu pai, em um AR 15, ou metralhadora 9mm, UZI, ou at´mesmo na Desert eagle .50, que na minha opinião é uma das mas belas armas que já fizeram, senão a mais bonita, mas é minha opinião, Bandido não assalta banco, com revólveres calibre 22, nem com cartucheira ‘quarentinha’, gostaria de saber, somente por curiosidade, onde que bandidos conseguem, comprar rifles, metralhadoras granadas, canhão, ‘bazuca’ …….legalmente em nosso Brasil maravilhoso, país do futebole democrata por obrigação!!!!! rsrs

    Gustavo

    18/06/2014 at 16:54

    • Gustavo, penso que seria mais fácil você especificar melhor quais são suas dúvidas. Abraços.

      Carlos F P Neto

      18/06/2014 at 21:31

  39. Carlos gostaria de saber à respeito do mauser K98, sobre a trava do seu ferrolho, vi muitos vídeos e sempre tive algumas dúvidas. Quando a trava está para baixo e para esquerda, olhando como se voçê estivesse fazendo a mira ou melhoar ainda na posição junto á trava que segura o ferrolho, para ela não sair, ele funciona normalmente, se você coloca a trava para ‘direita’, o mesmo não move-se para lugar algum, não abre o ferrolho e nem a agulha pode ser disparada, gostaria de saber se nesta posição, com a trava para a direita, e também na posição levantada, quando ela atrapalha a mira, nestas duas posições,
    Aí que entra minha dúvida quando voçê vira a a trava, a mesma empurra o ‘bujão’ junto com a agulha, vamos dizer assim parar trás, só que nestas duas posições para cima e para direita, ele, obujãoé empurrado para trás um pouco mais, não encostando na trava do gatilho, por isso que nestas duas posições pode-se apertar o gatilho normalmente, porque o ‘bujão’não esta encostado na trava que segura o conjunto, o gatilho movimenta o conjunto normalmente, como se o ferrolho inteiro não estivesse na arma.
    Minha dúvida é se aquela trava, tem em sua face, uma parte em ângulo o como se fosse uma câme, que empurra apenas um pouquinho mais para desencostar da tarav do gatilho?

    Por favor se você tiver entendido, me ajude a enteder esse mecanismo!

    Gustavo

    18/06/2014 at 16:35

    • Gustavo, a trava de segurança dos fuzis Mauser 1898 ou 1908 possui tres posições. Com a arma vista por traz, trava tombada para a esquerda, arma está destravada. Posição central, com a trava em pé; arma travada mas permite que o ferrolho seja manuseado (utilizada para se manusear o ferrolho com munição viva, numa operação de descarregamento, por exemplo). Trava deitada para a direita, arma travada, inclusive o manuseio do ferrolho, que não pode ser aberto com trava nessa posição. A trava na posição central também é utilizada para a desmontagem do ferrolho. Abraços.

      Carlos F P Neto

      18/06/2014 at 21:30

  40. Boa noite Carlos Neto, eu quero solicitar o CR de colecionador, e minha dúvida é, eu preciso obrigatoriamente comprar alguma peça de imediato?

    Ivaldo Cerqueira

    15/06/2014 at 19:30

    • Ivaldo, saudações. Para requerer CR com atividade de coleção não é necessário ter qualquer peça em acervo, da mesma maneira que a atividade de tiro esportivo não obriga o atirador a possuir armas. Não existe limite de tempo nem a obrigatoriedade do possuidor de CR de colecionismo possuir armas em seu acervo.

      Carlos F P Neto

      15/06/2014 at 20:44

      • Carlos, Muito obrigado. Agora posso prosseguir com a solicitação. Abraço.

        Ivaldo Cerqueira

        15/06/2014 at 23:29

  41. Por gentileza gostaria de saber se a munição 32 cabe na garrucha 320 Rossi.
    Grato pela atenção.
    Cesar

    Cesar N Oliveira

    15/06/2014 at 2:51

    • Cesar, além das dimensões diferentes, garruchas não foram fabricadas para suportar cartuchos de pólvora sem fumaça.

      Carlos F P Neto

      15/06/2014 at 15:29

  42. Olá Sr Carlos, tenho uma dúvida referente ao uso de arma, como civil a lei me diz que posso possuir arma somente no interior de minha residência ou local de trabalho desde que legalmente responsável pelo mesmo, por isso pergunto: o interior da residência refére-se ao interior da casa ou do escritório, ou posso considerar todo o espaço interno entre os muros que envolvem o pátio e a construção, pois penso que minha residência começa ao entrar pelo portão, estou certo ou errado ?
    Como proprietário, gostaria de fazer a segurança dos funcionários, com a arma na cintura, mas de acordo com a lei.

    Robson

    11/06/2014 at 12:34

    • Robson, lembre-se que leis podem ter diversas interpretações, principalmente neste nosso país onde o assunto “armas de fogo” toma proporções exageradas. O conceito hoje, de legítima defesa, é muito vago e deturbado. O cidadão, em síntese, não tem o direto de se defender e muitas vezes é processado criminalmente, até mesmo quando estava dentro da lei. Veja como é complicado; você registra sua arma e pode possuí-la em seu domicílio ou seu local de trabalho. Eu disse possuí-la, não portá-la. Legalmente entende-se que sua residência delimita-se por seus muros, ou em um apartamento, na sua área privativa. Veículo não é considerado área privativa, portanto, arma em veiculo é PORTE e não POSSE. Você pode andar armado no interior de sua propriedade, é o que diz a lei, mas “convém” não ficar com a arma aparente.
      Sei de casos de pessoas que estavam no portão da residência, dentro de sua área privada, fazendo cobertura armada de familiares na rua, mas com a arma registrada, porém aparente. Foi abordado por policiais e autuado em flagrante por PORTE ilegal de arma. Triste, não? No seu caso, tome muito cuidado e informe-se corretamente junto à seu advogado e órgãos policiais, para ter certeza de que fará a coisa certa. Proteção armada de patrimônio é regulamentada por lei. Nos Estados Unidos você abate um intruso que adentra sua loja ou sua casa, e isso é completamente legal e previsto, dependendo do estado onde reside. Aqui no Brasil você pode se tornar tão criminoso como o pilantra que tentou te assaltar. Triste realidade.

      Carlos F P Neto

      11/06/2014 at 13:11

      • Carlos explanação excelente é isso mesmo esse e o Brasil ou brazil.

        Genivaldo p santos

        26/07/2014 at 22:14

  43. Olá Carlos, quanto tempo leva em média para ser liberada a autorização de compra de uma arma de calibre restrito, por importação. Pretendo comprar a Glock g22.

    André Luiz Santiago Nery

    27/05/2014 at 2:34

    • André, depende de tantos fatores que é impossível de se prever o tempo, mas casos que acompanhei de perto levaram de 4 a 6 meses. Houve casos de compra direto da indústria nacional que levaram um ano.

      Carlos F P Neto

      27/05/2014 at 17:28

  44. Ótimo artigo, normalmente não me interesso por veículos e armas pesadas mas estava enganado; a engenhosidade para transporta-las e o sistema para dar a partida no “Stuart” é prova que o importante não é o nível tecnológico mas a engenhosidade para usar. Parabéns.

    Jansen

    06/05/2014 at 17:13

  45. Olá Carlos. O que poderia me dizer sobre a pistola COLONIAL, calibre 7,65?

    ney

    06/05/2014 at 16:34

    • Ney, não possuo dados sobre a arma em questão; a princípio creio que deva ser uma das inúmeras pistolas produzidas neste calibre, principalmente na Espanha e Bélgica, geralmente cópias de modelos bem sucedidos.

      Carlos F P Neto

      07/05/2014 at 14:25

  46. FANTÁSTICO O NOVO ARTIGO SOBRE OS EQUIPAMENTOS DO EXERCITO BRASILEIRO,FICOU
    ÓTIMO,MEUS PARABÉNS ..QUERIA SUGERIR UM ARTIGO FALANDO SOBRE MUNIÇÕES MODERNAS DE ALTO PODER DE PARADA DE FUZIS E ARMAS CURTAS QUE ESTÃO SENDO PRODUZIDOS ATUALMENTE.

    Gilter Donizete T .Oliveira

    27/04/2014 at 22:17

  47. OLÁ!
    Comecei a ter interesse na historia das armas depois que ganhei uma Garrucha Castelo de herança de meu falecido sogro e se possivel gostaria de ter uma orientação a respeito de porte de armas…Neste caso, (herança) poderia eu te-la em minha casa? Não conheço a legislação sobre porte de armas.

    Grato

    Luiz D Avila

    25/04/2014 at 21:50

    • Luiz D Avila, saudações. No seu caso é posse de arma, e não porte, ok? Infelizmente você não consegue regularizar a situação de sua arma. As duas únicas saídas são, ou entregar a arma na PF ou continuar com ela, ilegalmente. Abraços.

      Carlos F P Neto

      26/04/2014 at 12:16

  48. Carlos F P Neto
    Existe uma dúvida que eu tenho sobre a mg-42:sabe quando exatamente ela apareceu entre as fileiras do exército alemão?sabe se ela entrou imediatamente em 1942 ou demorou mais um ano para entrar em ação?Sabe se ela entrou em ação na batalha de Stalingrado que ocorreu em agosto de 1942 até fevereiro do ano seguinte?

    Mateus Fontenelle

    21/04/2014 at 19:00

    • Mateus, o que tenho de informações se limita somente ao ano de 1942 quando a MG42 entrou em serviço. Não possuo dados de em que mês ou em qual batalha específica elas apareceram. Um abraço.

      Carlos F P Neto

      22/04/2014 at 14:19

  49. olha muito bom seu site! Informações e estudos muito bem feitos, só que faltou uma coisinha que ajudaria muito seu site a crescer!!
    Eu gostaria muito que você poste as dimensões das peças, as vistas explodidas que tem no site são muito boas, mas realmente seria muito bom se tivessem nas escalas corretas e bem dimensionadas!
    O meu interesse nas dimensões seria para trabalha-las em um software chamado SolidWorks, onde posso desenhar e simular as armas!!! Para talvez futuramente trabalhar nas fabricas legais de armas como a Taurus por exemplo!
    eu agradeceria se pudesse me responder e desde já obrigado.

    wellingthon nunes

    14/04/2014 at 0:57

    • Prezado Nunes, grato pelas sugestões e pensaremos a respeito de implantá-las. Um abraço.

      Carlos F P Neto

      14/04/2014 at 13:08

      • Obrigado pela atençao!!

        wellingthon

        21/04/2014 at 14:25

      • Prezado carlos, se puder me tirar uma duvida ficarei grato:
        Supondo dois cartuchos identicos, com projeteis e carga de polvora identicos tambem, porem um deles com 20 por cento a mais no comprimento apenas. Pergunto, a pressão gerada pela detonação destes cartuchos e a velocidade na boca do cano seriam diferentes, se disparados de uma mesma arma, claro??

        Will Moraz

        09/08/2014 at 1:36

      • Will, confesso que estou confuso com sua questão; não compreendi bem o que deseja.

        Carlos F P Neto

        11/08/2014 at 21:51

      • quero saber se o comprimento do cartucho influencia na pressão na hora do disparo.
        cargas e projeteis identicos porem em um cartucho de comprimento normal e o outro cartucho encurtado em 20%

        Will Moraz

        11/08/2014 at 22:03

      • Will, mantendo-se a mesma carga e variando o volume interno do cartucho para 20% a menos, temos sim um aumento de pressão interna. Entretanto, para mensurar isso e seus efeitos, seria preciso lançar mão de um cronógrafo e avaliar melhor. Até mesmo a disposição da pólvora no interior afeta a pressão; por causa disso, alguns adeptos de recarga, principalmente nas munições de fuzil tipo “garrafinha”, preenchem com algodão o espaço vazio até o gargalo, evitando que a pólvora fique “dançando” no interior do cartucho.

        Carlos F P Neto

        12/08/2014 at 12:32

      • E se aumentarmos o tamanho do cartucho em 20% com a mesma carga de pólvora, a pressão também aumentaria??

        Willi Moraz

        12/08/2014 at 14:24

      • Willi, não, ocorre o inverso.

        Carlos F P Neto

        12/08/2014 at 15:33

      • Entendido carlos, acho que eu não estava conseguindo me explicar. muito obrigado e boa sorte

        Willi Moraz

        12/08/2014 at 16:15


ATENÇÂO: Identificação e/ou avaliações de armas, leia primeiro a Política de Avaliações, no final do menu de Artigos. Peças, reparos ou assistência técnica, consulte o fabricante de sua arma; questões sobre esse assunto não serão respondidas.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 968 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: